Benefício do Bolsa Família de março será destinado para alimentação

No contexto atual, o governo está considerando a implementação de uma nova medida para ampliar as opções alimentares das famílias em situação de vulnerabilidade social. Trata-se da possibilidade de inclusão do vale carne no programa Bolsa Família, com previsão para o mês de março. A proposta, denominada provisoriamente de *“Carne no Prato”*, foi apresentada por pecuaristas do Mato Grosso do Sul ao ministro Paulo Teixeira, do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar.

A intenção por trás do vale carne é facilitar o acesso à carne bovina para os beneficiários do Bolsa Família, oferecendo uma alternativa alimentar mais abrangente. A proposta já foi encaminhada para análise da Casa Civil e do Ministério do Desenvolvimento Social, aguardando detalhes sobre como o benefício seria operacionalizado.

O idealizador do projeto *“Carne no Prato”*, Guilherme Bumlai, estima que o programa poderá atender até 19,5 milhões de pessoas, o que resultaria numa demanda adicional de 2,3 milhões de cabeças de gado anualmente.

Com o valor de R$ 35, o vale carne no Bolsa Família possibilitaria que as famílias adquirissem cerca de 2 quilos de carne por mês, diretamente dos pecuaristas. O foco principal do programa seria direcionado às famílias cadastradas no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal.

Os vouchers, no valor de R$ 35, seriam exclusivamente para a compra de carne bovina em estabelecimentos parceiros, como supermercados e açougues. Para garantir o benefício, seria imprescindível que as regras estabelecidas pelo programa fossem seguidas à risca.

Embora o projeto tenha potencial para impactar positivamente, o acréscimo de R$ 8,8 bilhões aos gastos públicos anuais levanta preocupações por parte da Casa Civil e do Ministério da Fazenda. Em meio aos esforços para equilibrar as contas públicas, essas instituições expressam receios quanto ao impacto fiscal dessa iniciativa, tendo em vista os aproximadamente 21 milhões de lares cadastrados no programa até janeiro deste ano.

Quem poderia receber o vale carne no Bolsa Família de março?

Para ser elegível ao benefício, as famílias precisam cumprir algumas obrigações nas áreas de saúde e educação, são elas:

– Realizar o acompanhamento pré-natal;
– Seguir o calendário nacional de vacinação;
– Acompanhar o estado nutricional das crianças menores de 7 anos;
– Manter uma frequência escolar mínima de 60% para as crianças de 4 a 5 anos e de 75% para os beneficiários de 6 a 18 anos incompletos que não completaram a educação básica;
– Manter o Cadastro Único sempre atualizado (pelo menos a cada 24 meses).

Calendário do Bolsa Família de março

NIS final 1: 15 de março;
NIS final 2: 18 de março;
NIS final 3: 19 de março;
NIS final 4: 20 de março;
NIS final 5: 21 de março;
NIS final 6: 22 de março;
NIS final 7: 25 de março;
NIS final 8: 26 de março;
NIS final 9: 27 de março;
NIS final 0: 28 de março.